• Ingleses estudarão o impacto da meditação na vida de 7.000 adolescentes

    Pesquisadores ingleses realizarão um estudo com 7.000 adolescentes que durará 7 anos para avaliar o impacto da meditação da atenção plena na saúde emocional desses jovens. Willem Kuyken, professor de psicologia clínica na Universidade de Oxford que está conduzindo o estudo, disse que a propagação da prática de meditação da atenção plena entre as crianças poderia fazer pela saúde mental da população britânica o mesmo que o flúor na água fez por seus dentes. Ele disse que escolheram os adolescentes como foco do estudo devido a evidências de que metade de todos os transtornos mentais começam antes dos 15 anos. O estudo pretende avaliar de a meditação é capaz de aumentar a resiliência a…

  • Inteligência emocional: o que nós realmente deveríamos ensinar nas escolas

    As escolas existem para para exercitarmos nossas aptidões acadêmicas, mas quando se trata de emoções, temos que nos virar sozinhos. Conflitos internos muitas vezes atrapalham o desempenho escolar de muitos alunos. Então por que nós não os ajudamos a desenvolver a inteligência emocional junto com a acadêmica? Será que os dois não são igualmente importantes? Tenho certeza de que eu teria me beneficiado de uma aula que ensinasse os muitos fatores que afetam a nossa felicidade, ou contribuem para a nossa motivação (ou falta de), ou de técnicas que nos ajudassem a nos concentrarmos em sala de aula. Isso melhoraria o desempenho geral dos alunos em todas as disciplinas, porque nossas emoções governam a nossa capacidade de aprender. Os…

  • A ciência por trás de “DivertidaMente” – por Paul Ekman

    Cinco anos atrás, o escritor e diretor Pete Docter da Pixar chegou até nós para falar sobre uma idéia: um filme que iria retratar como as emoções funcionam dentro da cabeça de uma pessoa e, ao mesmo tempo, como moldam sua vida no relacionamento com outras pessoas. Ele queria mostrar como tudo isso opera na mente de uma menina de 11 anos de idade, atravessando tempos difíceis em sua vida. Como cientistas que estudaram emoção durante décadas, recebemos a notícia com um enorme prazer. Acabamos trabalhando como consultores científicos para o filme “DivertidaMente” (“Inside Out”), lançado recentemente. Nossas conversas com Docter e sua equipe foram quase sempre sobre a ciência…

  • Cuidar das nossas crianças cuidando de nós mesmos

    ~ por John Snyder – Professor Nas ocasiões em que eu desacelerei o suficiente para realmente refletir sobre isso, ocorreu-me que o meu trabalho como professor Montessoriano é muito difícil para alguém com habilidades limitadas como eu, ou seja, para alguém que ainda precisa se alimentar, dormir e ocasionalmente se divertir. As demandas parecem não parar nunca, e quando acontece de diminuírem de vez em quando, tenho um enorme acúmulo de projetos de melhoria para preencher esse tempo. Os pais às vezes perguntam com uma certa admiração: “Como você faz isso?” É mesmo! Como é que uma pessoa não só continua, mas faz tudo isso com ânimo, feliz, com um senso de perspectiva e, quase sempre,  calmamente presente na sala de aula? Fico feliz em compartilhar pelo menos…

  • Os resultados do maior estudo sobre meditação para crianças

    Nos anos letivos de 2011-12 , a organização Mindful Schools em parceria com a Universidade da Califórnia (Davis) realizou o maior estudo randomizado controlado sobre meditação da atenção plena para crianças, envolvendo 915 crianças e 47 professores de três escolas públicas de Oakland . O currículo da Mindful Schools (que tem sido ensinado a mais de 30.000 crianças) produziu melhorias estatisticamente significativas no comportamento em relação ao grupo controle, com apenas quatro horas de práticas conduzidas – um programa bastante curto e de baixo custo. Além do grande número de crianças estudadas, é importante destacar  a população atendida e o meio ambiente ao redor das escolas. Há um elevado índice…

  • Seus filhos precisam de pais felizes

    ~ Margareth Paul – Huffington Post Você consegue pensar em algo mais importante para seus filhos do que a sua própria felicidade e realização? Pense na sua própria infância. Seus pais eram felizes e realizados, e viviam em paz? Eram alegres e tinham um sorriso sempre à mão? Eles ofereceram amor e apoio a você. a si mesmos e um aos outro? Os meu não eram. Minha mãe estava sempre ansiosa e preocupada com tudo. Ela muitas vezes ficava com raiva de mim, não importando o quanto me esforçasse. Ela e meu pai sempre brigavam. Meu pai era geralmente ausente, e muitas vezes demonstrava raiva. Havia uma tensão quase constante…

  • Fazendo da felicidade um hábito

    ~ Susan Kaiser Greenland E se a felicidade fosse um hábito que pudéssemos ensinar às crianças? E é! Qualidades que nos afastam da felicidade (fortes emoções negativas) e as qualidades que nos conduzem à felicidade (ações éticas) são enraizadas nos hábitos desenvolvidos no passado. A Atenção Plena ajuda as crianças e os adolescentes a reconhecerem os hábitos que levam à felicidade e a abandonarem os que não levam. Os hábitos são fáceis de construir, difíceis de abandonar e todo mundo tem. Alguns hábitos são físicos (roer as unhas e enrolar o cabelo), alguns são verbais (usar certas palavras ou frases) e alguns são de natureza psicológica (preocupar-se, sonhar acordado, e…

  • Como podemos ajudar as nossas crianças a manejar o estresse

    ~ Susan Kaiser Greenland Clique aqui para ver o vídeo com legenda  (selecione portuguese na bolinha verde abaixo do vídeo) ou veja a transcrição abaixo: A consciência plenamente atenta tem agora muitos significados para muitas pessoas. Mas o conceito clássico de atenção plena é basicamente uma forma de prestar atenção às experiências da vida de um modo particular, com uma atitude de bondade e compaixão por nós mesmos e pelos outros. Eu comecei a praticar a meditação da atenção plena com os meus filhos porque eu mesma já praticava. E pensei: “- uau, se está me ajudando, deve ajudar as crianças também”. É por isso que comecei a trabalhar com eles. Primeiramente, o estresse que…

  • Presta atenção, menino!

    “Os professores sempre pedem aos seus alunos para “prestarem atenção”, mas pode ser que eles nunca ensinem como fazer isso. A prática de atenção plena ensina a criança a prestar atenção, e esta forma de prestar atenção melhora a aprendizagem acadêmica e sócio-emocional. Atenção Plena é uma resposta bem efetiva ao estresse e melhora o processo neurológico chamado “função executiva”, ou seja, a habilidade de organizar tarefas, gerenciar o tempo, estabelecer prioridades, e tomar decisões. As crianças – incluindo aquelas diagnosticadas com problemas relacionados ao estresse – podem se beneficiar ao aprenderem a focar sua atenção, tornar-se menos reativas, e mais compassivas consigo mesmas e com os outros.” Thich Nhat…

  • Por que as Crianças Francesas não têm Deficit de Atenção? – Parte 2

    O TADH é uma construção cultural ~ Marilyn Wedge  Agradeço o Dr. Sarkis pelo interesse em responder ao meu artigo “Por que as crianças francesas não têm Deficit de Atenção?” O ponto principal do meu artigo é que não há nenhuma evidência científica de que o TDAH seja um transtorno biológico real. Os cientistas médicos não isolaram uma causa biológica para o TDAH, nem tampouco existe um teste de laboratório para determiná-lo. O TDAH é uma construção social, feita por uma comissão de psiquiatras que são os autores do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM). Muitos dos autores do DSM-4 (56% para ser exata) têm vínculos financeiros com…

  • O TDAH existe? Uma reflexão sobre Humberto Maturana

    ~ Marilyn Wedge Em julho de 2012, assisti a uma palestra do ilustre biólogo, filósofo e pensador construtivista chileno, Humberto Maturana, numa conferência em que nós dois éramos palestrantes. Maturana é mais conhecido por sua teoria da autopoiese. Simplificando, a autopoiese (que significa, literalmente, auto-criação) é a visão de que o mundo em que vivemos é um mundo que nós mesmos criamos. De acordo com Maturana, toda a realidade, incluindo o fato de que as teorias científicas pretendem elucidar, é em última análise, auto-referencial e, portanto, deve levar em conta os cientistas que estão executando a elucidação. Todas as construções teóricas contêm implicitamente uma referência para a pessoa que está…

  • Crianças Francesas têm Deficit de Atenção: uma entrevista

    ~ Stephanie Sarkis Este post é uma resposta a Por que Crianças Francesas não têm Deficit de Atenção? de Marilyn Wedge, PhD Moliere desceveu o TDAH em sua peça L’Étourdi UO Les Contretemps (The Blunderer) em 1655. No entanto, o conceito de TDAH, ou “Transtorno do Deficit de Atenção com Hierpatividade”, como sendo um transtorno grave ainda não é totalmente aceito na França. No entanto, o TDAH afeta o funcionamento de 3,5% da população da França (Lecendreux, et ai. De 2011). Além disso, o TDAH é igualmente prevalente em outros países, como nos EUA (Faraone et ai. 2003).

  • Aprimoramento Humano por meio de Agentes Farmacológicos

    Comissão Nacional Consultiva de Ética Biomédica – Suiça – Outubro 2011   Faz parte da natureza humana tentar impulsionar suas capacidades físicas e mentais, bem como melhorar sua habilidades emocionais e sociais. Na verdade, certas abordagens éticas consideram que este é um imperativo moral. Em contraste, a Comissão Nacional Suiça Consultiva de Ética Biomédica (NEK-CNE) acredita que o que está em questão são os meios utilizados para alcançar o aprimoramento, bem como as consequências relacionadas à saúde e consequencias sociais do consumo de agentes que supostamente melhoram o desempenho. Nem todos os meios e consequências são não problemáticos do ponto de vista ético. Usando agentes farmacológicos que atualmente são consumidos para…

  • Como dar atenção à criança com deficit de atenção

    O papel da Parentalidade Plenamente Atenta Crianças com TDAH [Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade] têm dificuldades em manter a atenção durante períodos prolongados de tempo, para realizar metas e planos e têm dificuldade em inibir uma resposta prepotente (Barkley, 1998). Consequentemente, o seu comportamento é desatento, impulsivo e hiperativo. A TDAH é hereditário; por isso os pais de crianças com TDAH também podem apresentar sintomas de TDAH (Thapar et al 2007.).

  • Um outro lado da história do TDAH

    World Public Union Confissão de leito de morte do inventor do TDAH: o TDAH é uma doença fictícia   Felizmente, a Comissão Consultiva Nacional de Ética Biomédica da Suiça (NEK, presidente: Otfried Höffe) manifestou-se de maneira crítica acerca do uso do medicamento para TDAH, a Ritalina, no seu parecer de 22 de novembro de 2011, intitulado Aprimoramento humano por meio de agentes farmacológicos: “O consumo de agentes farmacológicos modificaram o comportamento da criança sem qualquer contribuição de sua parte.

  • Por que as crianças francesas não têm Deficit de Atenção?

    Marilyn Wedge, Ph.D Nos Estados Unidos, pelo menos 9% das crianças em idade escolar foram diagnosticadas com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), e estão sendo tratadas com medicamentos. Na França, a percentagem de crianças diagnosticadas e medicadas para o TDAH é inferior a 0,5%. Como é que a epidemia de TDAH, que tornou-se firmemente estabelecida nos Estados Unidos, foi quase completamente desconsiderada com relação a crianças na França? TDAH é um transtorno biológico-neurológico? Surpreendentemente, a resposta a esta pergunta depende do fato de você morar na França ou nos Estados Unidos. Nos Estados Unidos, os psiquiatras pediátricos consideram o TDAH como um distúrbio biológico, com causas biológicas.…

  • “Atenção Plena” nas Escolas

    Olhando com cuidado, quando se fala de “meditação para crianças”, quase sempre se trata de “atenção plena”, um termo que traduz de forma bem empobrecida a palavra em inglês “mindfulness”. Atenção plena, segundo Jon Kabat Zinn, poderia ser definida da seguinte forma: “consciência que emerge por prestar atenção propositadamente, no momento presente, sem julgamentos, aos desdobramentos das experiências, momento a momento” Estas práticas buscam criar um espaço para que as reações impulsivas se tornem mais conscientes: As crianças podem se beneficiar dessas práticas de diversas maneiras: melhor foco e concentração maior senso de calma diminuição do estresse e ansiedade mais controle sobre reações impulsivas maior auto-consciência mais habilidade em responder…

  • Nada é mais importante do que ensinar a compaixão

    Como educadores, temos um desejo genuíno de contribuir para uma sociedade mais feliz. No entanto, às vezes me pergunto como podemos manter esta intenção viva e torná-la uma realidade. Você se lembra de uma carta escrita por um sobrevivente do Holocausto? Ele disse: “Meus olhos viram o que nenhuma pessoa deve testemunhar: câmaras de gás construídas por engenheiros formados, crianças envenenadas por médicos instruídos, bebês mortos por enfermeiras treinadas, mulheres e bebês assassinados por graduados. Então, eu sou suspeito com relação à educação. Meu pedido é: ajude seus filhos a se tornarem humanos “.

  • As Práticas de Atenção Plena podem reduzir sintomas de depressão em adolescentes

    Alunos do ensino secundário que seguiram um programa de treinamento em atenção plena em sala de aula reportaram menos sintomas de depressão, ansiedade e estresse até seis meses após as práticas. Além disso, esses estudantes mostraram-se menos propensos a desenvolver depressão e ansiedade graves. O estudo, conduzido pelo professor Filip Raes (Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, KU Leuven), é o primeiro a examinar a atenção plena em uma grande amostra de adolescentes em um ambiente escolar. A Atenção Plena (Mindfulness) é uma forma de meditação focada em exercícios de ‘atenção’. A depressão é muitas vezes enraizada em uma espiral de sentimentos negativos e preocupações. Uma vez que…