• Conversa sobre Meditação e Equilíbrio Emocional

    Incrível como a tecnologia é capaz de fato de aproximar as pessoas! E não tenho como agradecer os amigos lindos que eu tenho, muito especialmente o Gustavo Gitti, e que têm a habilidade de criar uma verdadeira rede para as pessoas apoiarem umas as outras no caminho. Na última terça-feira, 1 de março, participei de um desses eventos organizados pelO Lugar, e em 1h30, pudemos abordar os principais fundamentos do Programa Cultivando o Equilíbrio Emocional, com a possibilidade até de tentar responder perguntas muito ricas que as pessoas enviavam pelo chat. Se tiverem um tempinho, ficou tudo gravado. Um grande beijo

  • A dor do cuidar e o privilégio do sofrer

    ~Sharon Salzberg … Eu me considero privilegiada por poder trabalhar com pessoas que estão, de certa forma, na linha de frente do sofrimento. Muitos, se não a maioria dos meus alunos, chegam à meditação vindos de situações de muita aflição. Tenho visto que a meditação pode ser uma ferramenta especialmente útil para os cuidadores e para o tipo de sofrimento que eles enfrentam. A prática da meditação nos encoraja a tomarmos consciência das nossas experiências e sentimentos, ao invés de tentar “consertá-los”. A meditação abre nossa mente e aprofunda a nossa coragem. Nos convida a encontrarmos uma maior liberdade emocional. Nos permite eliminarmos as diferenciações entre você versus eu, nós versus eles. Lembra a todos nós, cuidadores e…

  • A raiva nossa de cada dia

    “Grande parte dos estudos da psicologia contemporânea demonstram que quando uma pessoa expressa raiva frequentemente, a expressão da raiva fica cada vez mais fácil. Expressar raiva se torna um hábito. Muitas pessoas assumem que dispõem de uma determinada quantidade de raiva e que não querem mantê-la dentro de si – querem expulsá-la, de alguma forma. É como se a raiva fosse uma coisa sólida. Mas, na verdade, se observarmos com cuidado, descobrimos que a raiva não tem nenhuma solidez. Na realidade, a raiva é meramente uma resposta condicionada, que surge e se dissolve. Para nós, é crucial entendermos que quando nos identificamos com esses estados passageiros como se fossem sólidos e como…

  • Precisamos falar sobre querer morrer…

    Aqui no Brasil, o suicídio mata 26 pessoas por dia. E o suicídio entre jovens está crescendo. E não falamos sobre isso. Há poucos dias, Sua Santidade o Dalai Lama disse já quase saindo do encontro “Mude sua Mente. Mude o Mundo.” em Wisconsin, a uma platéia que parecia já satisfeita em apenas ter ouvido o que havia sido discutido: “Nós todos falhamos em construir uma sociedade saudável. É responsabilidade de cada um aqui cuidar disso”. Falhamos… O Jornal Folha de São Paulo promoveu, nesta noite chuvosa de terça-feira, um debate necessário sobre suicídio. Estavam lá o psiquiatra José Manoel Bertolote, muito lúcido e conhecedor do assunto, autor de “O Suicídio e sua Prevenção“;…

  • Emoções negativas são chave para o bem-estar

    Association for Psychological Science Um cliente se senta diante de mim, buscando ajuda para desembaraçar seus problemas de relacionamento. Como psicoterapeuta, eu me esforço para ser acolhedor, imparcial e encorajador. Estou um pouco inquieto, e então, enquanto descrevia suas experiências dolorosas, o paciente me diz, “Sinto muito por ter sido tão negativo.” Na verdade, a raiva e a tristeza são uma parte importante da vida, e uma nova pesquisa mostra que experimentar e aceitar tais emoções são vitais para a nossa saúde mental. A tentativa de suprimir pensamentos pode ser um tiro pela culatra e até mesmo diminuir a nossa sensação de contentamento. “Reconhecer a complexidade da vida pode ser…

  • Meditação e Emoções Difíceis

    Sharon Salzberg Já ouvi muitas explicações sensacionais sobre meditação de atenção plena. A escritora e professora Sylvia Boorstein chama de “atenção desperta àquilo que está acontecendo dentro e fora de nós que nos permite dar respostas a partir de um lugar de sabedoria”. O mestre Zen vietnamita Thich Nhat Hanh diz, “eu gosto de definir a atenção plena como sendo uma energia que nos ajuda a estarmos 100% presentes. É a energia da nossa verdadeira presença”. Mas a minha definição vem de um aluno de quinta série de uma escola na Califórnia. Em 2007, a escola iniciou um programa piloto que oferecia às crianças cinco semanas de treinamento em atenção…

  • Cultivando o equilíbrio mental e emocional

    Como os nossos desejos e impulsos afetam o nosso bem-estar mental? Como a nossa desatenção afeta as nossas mentes? Qual é o impacto dos pensamentos negativos? Como podemos remediar os desequilíbrios emocionais? Como podemos cultivar o equilíbrio mental e emocional em nossas vidas? Neste vídeo, o Prof Alan Wallace nos oferece elementos para cultivarmos a felicidade genuína – aquela que vem do que trazemos ao mundo e não do que obtemos dele. Parte do pressuposto de que a estabilidade da nossa atenção é a chave. Uma pessoa que pode controlar sua atenção pode ter controle sobre o tipo de realidade que tem a sensação de estar experimentando ou vivenciando. Afinal,…