• O bem-estar é uma habilidade que pode ser treinada

    Na tarde de ontem, quem teve a sorte de estar em casa ou ao menos de ter a possibilidade de passar 1h30 conectado à internet, pôde desfrutar do painel “The World We Make – Well Being in 2030”, encontro realizado pelo Mind and Life Institute, que ao menos anualmente aproxima cientistas de Sua Santidade o Dalai Lama. O encontro foi transmitido ao vivo, diretamente da Universidade de Wisconsin, no dia 9/março/2016 mas, até o momento em que estou escrevendo este post, infelizmente a gravação do evento não está disponível. O que eu gostaria de registrar aqui foi a participação de Richard Davidson – neurocientista brilhante, apontado como um dos homens mais influentes do mundo…

  • Conversa sobre Meditação e Equilíbrio Emocional

    Incrível como a tecnologia é capaz de fato de aproximar as pessoas! E não tenho como agradecer os amigos lindos que eu tenho, muito especialmente o Gustavo Gitti, e que têm a habilidade de criar uma verdadeira rede para as pessoas apoiarem umas as outras no caminho. Na última terça-feira, 1 de março, participei de um desses eventos organizados pelO Lugar, e em 1h30, pudemos abordar os principais fundamentos do Programa Cultivando o Equilíbrio Emocional, com a possibilidade até de tentar responder perguntas muito ricas que as pessoas enviavam pelo chat. Se tiverem um tempinho, ficou tudo gravado. Um grande beijo

  • Ainda temos tempo. Ou não!

    O Professor Alan Wallace sempre nos convida a refletir sobre o que seria de fato importante se estivéssemos cara a cara com a morte. Para a maioria de nós, a perspectiva será absolutamente diferente desta que temos hoje, neste momento, em que achamos que a morte é algo que vai acontecer em um momento muito muito distante. O que será que as pessoas que estão morrendo têm a dizer sobre isso? Bronnie Ware é uma enfermeira australiana que passou vários anos trabalhando em cuidados paliativos, cuidando de pacientes nos últimos 12 semanas de suas vidas. Ela reuniu os relatos de seus pacientes em um livro chamado The Top Five Regrets of the Dying…

  • Cinco dicas para quem está começando a meditar

    Alice Boyes Sem dúvida você já ouviu dizer que meditar faz bem. No entanto, para muitas pessoas as descrições de meditação não são muito atraentes e parece ser uma coisa a mais para a qual você não tem tempo. Aqui estão cinco dicas para quem está começando a meditar que ajudam a superar os problemas de (1) a falta de atrativo, e (2) parecer muito assustador. 1. Comece com 3-5 minutos (ou menos) Alguns excelentes dados coletados de novos usuários do aplicativo *Lift goal-tracking app mostram que a maioria dos meditadores iniciantes começou com 3-5 minutos. Mesmo três minutos, pode parece um tempo enorme quando você começa a meditar; mas você pode começar…

  • A busca do sentido

    Um projeto de pesquisa da Universidade de Stanford explorou as principais diferenças entre a felicidade e o sentido. Embora sejam semelhantes, existem diferenças dramáticas – e não se deve subestimar o poder do significado. “A busca de sentido é uma parte fundamental daquilo que nos torna humanos”, concluíram os pesquisadores. Embora a felicidade e a vida com sentido se sobreponham, são experiências muito diferentes, de acordo com a pesquisa de Stanford. Em um estudo publicado no Journal of Positive Psychology, Jennifer Aaker, da Stanford Graduate School of Business, e pesquisadores associados, encontrou respostas sobre como as pessoas gastam seu tempo e que experiências eles cultivam. “A vida feliz está mais relacionada a ser um tomador em vez…

  • Quando mais precisamos meditar

    Para avaliarmos se estamos fazendo a prática de shamatha corretamente, há sempre duas coisas a serem consideradas: o que a sua mente está trazendo para você e o que você está trazendo para a sua mente. São duas coisas bem diferentes. Algumas vezes durante a prática surgirão muitos pensamentos, não há como controlar, não há como escolher que isso seja diferente. Então você simplesmente repousa: muitos pensamentos vêm, muitos pensamentos vão. Você não está fazendo nada de errado; é assim que as coisas são. Mas se quando surgirem muitos pensamentos você for carregado por eles, aí sim: isso é distração, agitação. Outras vezes, sua mente estará bem quieta, com poucos…

  • Estudo revela que a expressão genética muda com a meditação

    Este estudo, realizado por pesquisadores de Wisconsin, Espanha e França, investigou os efeitos de um dia de prática meditativa intensiva em um grupo de meditadores experientes, em comparação a um grupo controle de indivíduos não treinados, que se dedicaram a atividades tranquilas mas não à meditação. Após oito horas de prática, os meditadores apresentaram diversas diferenças genéticas e moleculares, incluindo alteração dos níveis de mecanismos genéticos de regulação e níveis reduzidos de genes pró-inflamatórios, que por sua vez se correlacionaram a uma recuperação física mais rápida a uma situação estressante. O autor do estudo Dr. Richard Davidson revela: “Até onde sabemos, este é o primeiro trabalho que demonstrou alterações rápidas…

  • E por falar em Feliz Ano Novo…

    Muitas vezes as coisas mais óbvias são as mais difíceis de enxergar. É bom que olhemos por vários ângulos diferentes, que ouçamos das mais diversas formas, usufruindo do talento generoso de pessoas que buscam compartilhar suas experiências e visões sobre, afinal, como podemos ser mais felizes! Aqui está uma seleção de conferências de pessoas assim! Que em 2014 nós possamos nos alegrar com as coisas mais simples da vida! (Clique na imagem de Matthieu Ricard para assistir aos vídeos, quase todos com legendas em português) 1. Dan Gilbert –  O que nos faz felizes? Dan Gilbert, autor de “Stumbling on Happiness” (Tropeçando na Felicidade), contesta a idéia de que seremos…

  • A ansiedade da felicidade

    A vida dele é a busca de uma eterna busca. É o futuro que cria o seu presente. Tudo é uma cadeia interminável de desejo. Robert Frost ~ Sharon Salzberg – MInd and Life Institute Há muito tempo penso que neste trecho do poema, “Escapista – Nunca”, Robert Frost capta muito do que as tradições contemplativas descrevem como desejo, uma fonte de grande sofrimento. Desejo é diferente de força motivadora, intencionalidade e determinação; no desejo há um elemento de fixação sobre o que não se tem, em detrimento de apreciar e de ser grato por aquilo que se tem. É uma busca que nunca termina, que sempre segue pensando na…

  • A busca pela felicidade genuína

    B. Alan Wallace “A busca pela felicidade genuína e pela superação do sofrimento não é uma busca trivial. Não é uma questão de sorte. Tem a ver com a própria natureza da realidade. Examine com profundidade as causas que o levaram à delusão no passado e que estabeleceram a base da ignorância.”

  • Salve o seu dia

    “Não importa quão ocupados possamos estar, ou pensemos estar, ninguém nos paga o suficiente para se dar ao luxo de demandar nossos recursos mentais, todos os momentos do dia. Até mesmo durante o trabalho podemos dedicar quinze segundos aqui e sessenta segundos ali para equilibrar nossa atenção, concentrando-nos em nossa respiração. Podemos deixar nossos olhos abertos e nos sentarmos calmamente por alguns instantes, sem chamar a atenção. Podemos fazer isso em nosso local de trabalho, enquanto estamos na fila do banco, ou esperando o ônibus. Existem muitas breves ocasiões, desde que nos levantamos pela manhã até quando vamos dormir à noite, onde podemos “salvar o nosso dia” com uma “pitada”…

  • O arrependimento de Darwin – pouca poesia e pouca música

    “Minha mente mudou nos últimos vinte ou trinta anos … Já há muitos anos eu não suporto sequer ler uma linha de poesia … Eu também perdi quase completamente o gosto por pintura ou música … Minha mente parece ter se tornado uma espécie de máquina de extrair leis gerais a partir de grandes conjuntos de fatos … Se eu tivesse que viver minha vida novamente, eu teria criado uma regra de ler alguma poesia e ouvir um pouco de música, pelo menos uma vez por semana … Perder esses gostos é perder felicidade, e possivelmente pode ser prejudicial para o intelecto, e mais provavelmente ao caráter moral, por enfraquecer…

  • Mente saudável, mente feliz

    “A felicidade genuína é o sintoma de uma mente saudável e equilibrada, assim como o bem-estar físico é o resultado de um corpo saudável. Entre as pessoas do mundo moderno, predomina a noção de que o sofrimento faz parte da vida, que é simplesmente normal experienciar frustração, depressão e ansiedade. Nosso sofrimento mental, porém, em muitas ocasiões não tem razão alguma de ser. Ele representa uma aflição sem benefício algum para nós. É somente o sintoma de uma mente desequilibrada. Em nossa busca constante pela felicidade, é importante que reconheçamos como algumas coisas no mundo estão fora do nosso controle. As outras pessoas – família, amigos, colegas de trabalho e…

  • É preciso praticar… praticando

    Qualquer instrução, escrita ou transmitida por um professor, é como um mapa. “Mas como você sabe, um mapa não é o território que ele indica. Da mesma forma, não se pode confundir a instrução com a prática em si. Essa é uma jornada que você mesmo precisa vivenciar, cultivando a atenção plena na sua vida. (…) Nesse sentido, cultivar a meditação não é diferente do processo de fazer uma refeição. Seria absurdo propor que alguém comesse por você. E quando você vai a um restaurante, você não come o cardápio achando que é a comida, nem se alimenta apenas ouvindo o garçom descrevendo os pratos. Você precisa comer para poder…

  • Reencontrando

    “Encontre uma posição confortável, relaxe profundamente e procure manter o foco da sua atenção nos movimentos relacionados à entrada e à saída do ar” Instrução simples, não é? E ainda assim, rapidamente descobrimos que somos capazes de seguir essa instrução bem simples por não muito mais do que… 3 segundos! E então começamos a compreender que a nossa prática mesmo será trazer a nossa mente de volta pra casa vez após vez, durante o tempo que durar a nossa sessão. O segredo será fazer isso com delicadeza, com gentileza e com alegria – com a alegria de quem reencontra seu cachorrinho que havia se perdido! Nós não iremos bater no…

  • A Biologia da Coragem

    “Como pensamos e como agimos pode transformar nossa experiência do estresse. Quando você escolhe encarar sua resposta ao estresse como útil, você cria a biologia da coragem E quando você escolhe conectar-se com outros sob estresse, você pode criar resiliência. Eu não pediria necessariamente por mais experiências estressante na minha vida, mas essa ciência me deu uma apreciação inteiramente nova do estresse. O estresse nos dá acesso aos nossos corações. O coração compassivo que encontra alegria e significado quando se conecta com outros, e sim, seu coração físico batendo forte, trabalhando duro para lhe dar força e energia, e quando você escolhe encarar o estresse desse jeito, você não está…

  • Meditação não é remédio

    Meditação serve para curar a ansiedade? Depressão? Deficit de Atenção? Quantos minutos por dia? Por quanto tempo? Esta é uma lógica bastante triste! Poderíamos chamá-la de lógica da medicalização. E apenas um profundo questionamento poderá nos salvar dela. “Entendemos por medicalização o processo em que as questões da vida social, sempre complexas,    multifatoriais e marcadas pela cultura e pelo tempo histórico, são reduzidas à lógica médica, vinculando aquilo que não está adequado às normas sociais a uma suposta causalidade orgânica, expressa no adoecimento do indivíduo. Assim, questões como os comportamentos não aceitos socialmente, as performances escolares que não atingem as metas das instituições, as conquistas desenvolvimentais que não ocorrem no…

  • A moralidade da meditação

    David DeSteno A meditação está rapidamente se tornando uma ferramenta da moda para melhorar a mente. Com a crescente evidência científica de que a prática pode aumentar a criatividade, a memória e os escores em testes de inteligência, o interesse por seus benefícios práticos está também crescendo. Uma série de programas de treinamento baseados na atenção plena (mindfulness), como o desenvolvido pelo engenheiro Chade-Meng Tan na empresa Google, e conferências como a Wisdom 2.0 para líderes de negócios e da área de tecnologia, prometem aos participantes uma visão sobre como a meditação pode ser usada para aumentar o desempenho individual, a liderança e a produtividade.

  • Um quarto de segundo

    Vamos revisar como os sentimentos se originam. Primeiramente, ocorre um contato direto com o estímulo sensorial, e isto serve de base para o sentimento subsequente. Por exemplo, primeiro você vê uma pessoa passando pela porta, e então reconhece a pessoa como um velho amigo ou talvez como uma ameaça; isto traz um sentimento como resposta. Uma vez que esse sentimento surge, pode por sua vez, dar origem a um desejo ou uma aversão com relação ao objeto, que não é igual ao sentimento original. Então, a resposta de desejo ou aversão pode levar a alguma outra coisa, como por exemplo, à intenção. Muitos desejos não resultam em intenções. Quando sentar…

  • Como trocar a distração pela satisfação

    ~ Daniel Goleman O funcionamento multitarefa pode nos fazer sentir desorientados. O que é pior – este frenético deslocamento entre duas ou mais coisas podem nos roubar o sentimento de satisfação. Jeremy Hunter, PhD, professor assistente na Peter F. Drucker School of Management, oferece um curso chamado The Executive Mind. Seus alunos muitas vezes lhe dizem que a multitarefa faz com que se sintam totalmente ineficazes, e irrita as pessoas com quem trabalham. Durante uma recente discussão de Jeremy com Mirabai Bush, ele compartilhou vários exemplos sobre maneiras de alterar hábitos de distração nas organizações. Aqui está o que ele apresentou. “Sabemos com base na pesquisa de Mihaly Csikszentmihalyi, que, a…

  • Meditação reduz sintomas de estresse pós-traumático em enfermeiros

    Praticar uma forma de meditação e de alongamento podem ajudar a aliviar os sintomas de transtorno de estresse pós-traumático e normalizar os níveis de hormônio do estresse, segundo um estudo realizado com enfermeiros. Nos Estados Unidos, mais de 7 milhões de adultos são diagnosticados com Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) em um ano típico, de acordo com informação de base para o estudo, que será publicado na revista The Endocrine Society’s Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. Pacientes com TEPT têm altos níveis de hormônio liberador de corticotrofina e baixos níveis de cortisol, que regulam a resposta do corpo ao estresse. Embora os níveis de cortisol normalmente subam em resposta…

  • Seus filhos precisam de pais felizes

    ~ Margareth Paul – Huffington Post Você consegue pensar em algo mais importante para seus filhos do que a sua própria felicidade e realização? Pense na sua própria infância. Seus pais eram felizes e realizados, e viviam em paz? Eram alegres e tinham um sorriso sempre à mão? Eles ofereceram amor e apoio a você. a si mesmos e um aos outro? Os meu não eram. Minha mãe estava sempre ansiosa e preocupada com tudo. Ela muitas vezes ficava com raiva de mim, não importando o quanto me esforçasse. Ela e meu pai sempre brigavam. Meu pai era geralmente ausente, e muitas vezes demonstrava raiva. Havia uma tensão quase constante…

  • Fazendo da felicidade um hábito

    ~ Susan Kaiser Greenland E se a felicidade fosse um hábito que pudéssemos ensinar às crianças? E é! Qualidades que nos afastam da felicidade (fortes emoções negativas) e as qualidades que nos conduzem à felicidade (ações éticas) são enraizadas nos hábitos desenvolvidos no passado. A Atenção Plena ajuda as crianças e os adolescentes a reconhecerem os hábitos que levam à felicidade e a abandonarem os que não levam. Os hábitos são fáceis de construir, difíceis de abandonar e todo mundo tem. Alguns hábitos são físicos (roer as unhas e enrolar o cabelo), alguns são verbais (usar certas palavras ou frases) e alguns são de natureza psicológica (preocupar-se, sonhar acordado, e…

  • As implicações sociais da meditação

    A meditação está associada a uma série de benefícios à saúde, incluindo uma melhor saúde mental, melhor cognição funcional, e até mesmo a um aumento da massa cinzenta no cérebro. No entanto, as implicações sociais da meditação nunca foram estudadas cientificamente. “Sabemos que a meditação melhora o bem-estar físico e psicológico”, disse Paul Condon, um estudante de pós-graduação no laboratório de David DeSteno, investigador principal. “Queríamos saber se a meditação realmente favorece o comportamento compassivo.” Em um novo estudo conduzido por Condon, a equipe DeSteno mostrou que mesmo um breve período de treinamento de meditação é de fato suficiente para incrementar em quase quatro vezes a atitude compassiva para com…

  • Mude sua Mente. Mude o Mundo.

    No último dia 15 de maio, a Universidade de Wisconsin realizou o evento “Change your Mind. Change the World.”, com muitos conferencistas brilhantes, que conversaram durante todo o dia com Sua Santidade o Dalai Lama. No período da tarde, Richard Davidson, cientista reconhecido como uma das pessoas mais influentes do mundo pela Revista Times, apresentou o que a ciência já descobriu sobre o bem-estar. Sensacional! Esse trecho está legendado em português.

  • O que a ciência nos ensina sobre bem-estar?

    Finalizando os preparativos para receber Sua Santidade o Dalai Lama para um diálogo sobre Saúde Global e Bem-Estar, evento co-patrocinado pelo Center for Investigating Healthy Minds e pelo Global Health Institute, ambos da Universidade de Wisconsin – Madison, é oportuno refletir sobre o que a ciência está nos ensinando sobre bem-estar. Há quatro coisas que podemos agora dizer que a ciência nos ensinou sobre bem-estar: 1. O bem-estar é uma habilidade. Ao conceituar o bem-estar como uma habilidade, lançamos mão das idéias modernas da neurociência, em que o estudo da neuroplasticidade nos informa que a mente e o cérebro são altamente mutáveis, e que o cérebro está constantemente sendo moldado pela experiência e…

  • Conheça homens e mulheres que optaram por uma vida mais simples

     Há premissas que muito raramente desafiamos. Esta matéria, publicada no site http://www.pragmatismopolitico.com.br/, está intimamente relacionada ao equilíbrio conativo, ao conceito de Felicidade Ganuína, que o Prof Alan Wallace vem nos explicando – uma reflexão sobre o que realmente nos faz felizes. Segue o texto na íntegra: Na contramão da sociedade contemporânea, homens e mulheres optam por uma vida mais simples. Eles garantem que são Mais felizes. Conheça as histórias: Você pode ter passado a vida inteira, ou parte dela, ouvindo a expressão: tempo é dinheiro. Conhecido de perto um universo em que ter do “bom e do melhor” é sinônimo de uma vida sossegada. Também deve ter escutado, e acreditado, que…

  • Hábitos que conduzem à felicidade

    Matthieu Ricard ficou conhecido como “o homem mais feliz do mundo” e afirma que podemos treinar nossa mente com hábitos de bem estar, para gerar um verdadeiro sentido de serenidade e plenitude. Original em http://www.ted.com/talks/matthieu_ricard_on_the_habits_of_happiness  

  • O que é Ética Secular?

    Sua Santidade o 14 º Dalai Lama disse que “no mundo secular de hoje, a religião apenas já não é mais adequada como base para a ética … qualquer resposta baseada na religião para o problema da nossa negligência com relação a valores internos nunca poderá ser universal, e portanto será inadequada. O que nós precisamos hoje é de uma abordagem para a ética, que não recorra à religião e que possa ser igualmente aceitável para os que têm fé e para os que não têm: uma ética secular”.(1) Se ampliarmos o que consideramos “ética secular” para além de sua caracterização pelo Dalai Lama, podemos considerá-la como sendo uma parte…

  • (Não) Temos tempo!

    “Um dos maiores impedimentos para treinar a atenção é não encontrar tempo para isso. E a razão é que devotamos muito tempo a outras prioridades. Algumas dessas prioridades estão centradas nas nossas necessidades básicas, mas muitas delas estão relacionadas ao desejo. Ao desejar os símbolos da boa vida – riqueza, prazeres transitórios, fama e reputação – podemos nos privar da realidade de viver bem. A razão para não dedicarmos mais tempo a equilibrar as nossas mentes é que estamos apostando nossas vidas na premissa de que encontraremos a felicidade que buscamos perseguindo prazeres transitórios. Os psicólogos chamaram isro de “esteira hedônica” e o primeiro passo para escapar desse triturador exaustivo…

  • O Alto Preço do Materialismo

    Olhar para aquilo pelo quê trabalhamos e aquilo que desejamos – e portanto ao que dedicamos tempo e recursos – nos dá algum insight sobre as nossas prioridades. E nossas prioridades muitas vezes se baseiam em premissas que nem sempre desafiamos, não é mesmo? Longe de ser apenas um apelo ativista contra o consumismo, contemplar os efeitos do materialismo é um tema diretamente relacionado ao equilíbrio emocional e ao bem-estar, mais especificamente ligado ao equilíbrio conativo. “O termo conação se refere às nossas faculdades de desejo e vontade. O equilíbrio conativo, um elemento crucial da saúde mental, se expressa quando os nossos desejos nos conduzem à felicidade, nossa e dos…

  • A felicidade é uma habilidade

    Existe uma ciência da felicidade? Richard Davidson Eu acho que há um ciência da felicidade que está se desenvolvendo e que uma das coisas que aprendemos a cerca da felicidade a partir do trabalho sobre o qual estamos falando, é que é melhor pensarmos na felicidade como uma habilidade. Normalmente não pensamos assim. Mas na verdade, todo este trabalho nos levará a ver desta forma – se praticarmos, nos tornaremos melhores nisso.

  • Cultivando o equilíbrio mental e emocional

    Como os nossos desejos e impulsos afetam o nosso bem-estar mental? Como a nossa desatenção afeta as nossas mentes? Qual é o impacto dos pensamentos negativos? Como podemos remediar os desequilíbrios emocionais? Como podemos cultivar o equilíbrio mental e emocional em nossas vidas? Neste vídeo, o Prof Alan Wallace nos oferece elementos para cultivarmos a felicidade genuína – aquela que vem do que trazemos ao mundo e não do que obtemos dele. Parte do pressuposto de que a estabilidade da nossa atenção é a chave. Uma pessoa que pode controlar sua atenção pode ter controle sobre o tipo de realidade que tem a sensação de estar experimentando ou vivenciando. Afinal,…